domingo, 29 de março de 2015

O mito do lenhador romântico

O lenhador romântico é aquele que ao final da lida sempre volta para casa com o coração inicialmente aos pulos, e depois calmamente feliz. Mãos ásperas da labuta, corpo cansado, vestes sujas. Tudo que ele deseja é um bom banho, uma roupa confortável e limpa, e enfim, estar com sua amada.

Não importa quantas árvores tenha derrubado com seu machado, quanto peso carregou, quantos gritos deu com seus subordinados ou quantos ouviu de seu chefe, a maior espera no caminho de volta é ouvir aquela voz e sentir aquele perfume pontual que o faz sonhar acordado.

No momento de retorno ao lar, o resto é o resto, o que importa é o conforto, o aconchego, o barulho abafado da tv, o cheiro da comida fresca e o abraço apertado que parece um ninho, de amor e proteção desse mundo tão atribulado e exigente.

Da porta para fora ele precisa ser forte, sisudo, as vezes até meio rude para ser ouvido, mas sem nunca perder a educação e o senso de justiça. Ele é um leão na luta selvagem pela sobrevivência e pela vida. Porém, da porta para dentro ele finalmente pode se despojar dessa armadura cansativa e ser ele mesmo, sem amarras ou receios.



Ele pode ser sincero sobre seus sentimentos, um pouco sensível até. Pode rir de gargalhar, pode demonstrar carinho, sorrir e assobiar uma velha canção. Pode olhar bem fundo nos olhos de sua mulher, deixar uma lágrima de emoção rolar, demonstrar carinho e beija-la com o ardor que só os apaixonados conhecem.

O lenhador dá o melhor de si para quem merecer, mas estes são poucos. Ele sabe ser um amigo fiel, um bom filho e um companheiro devotado. As vezes colhe tulipas frescas no jardim do caminho, noutras um bilhete de bom dia com uma xícara de café e biscoitos ao sair para trabalhar antes da primeira aurora. Ele conhece os gostos de sua amada de cor, e 7 dias antes de seu aniversário lhe deu um lindo vestido longo azul turquesa. Dela, arrancou um sorriso, lágrimas contidas de emoção, um "muito obrigada" e muitos, muitos beijos e carinhos. Nele, havia uma grande explosão, peito em festa, um turbilhão de emoções, essas coisas boas e bonitas que só se sente perante um grande amor.

O lenhador romântico pode existir, ou ainda ser um mito criado por mim (por isso o título), isso nunca saberemos. Para muitas mulheres no mundo, ele pode ser um ideal de vida, mas nada que idealizamos demais costuma dar certo. Na dúvida, fique com o parecido a descritiva.

Se você, homem, em algum momento se sentiu como o lenhador, por favor, não deixe que isso morra dentro de ti, pois permitir essa morte é sepultar seu lado mais doce e que com certeza fará alguma mulher muito feliz. Seja forte para o mundo e conserve o mel do fundo para todos que guarda em seu coração que as vezes é feito de lar para que essas pessoas possam gentilmente habitar.

Nenhum comentário: